Compartilhar, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Posted in:

Gravidez de Risco: Causas e Cuidados Especiais na Gestação

A gravidez de risco necessita de atenção redobrada. Veja neste post os sinais, sintomas e cuidados básicos!

Em um gravidez especial é importante saber tudo o que for possível sobre uma gestação que apresenta riscos, prevenindo tudo o que for possível e tratar adequadamente o que precisar ser tratado.

Infelizmente, as gestações de risco são muito comuns e há diversos fatores que podem contribuir para isso.

Muitas vezes, quando a mãe descobre que a sua gravidez poderá ser complicada, ela tende a ficar assustada, ansiosa e extremamente preocupada.

gravidez de risco hipertesão pressão alta obesidade o que é gravidez de risco

Embora isso seja normal, esses sentimentos ocorrem principalmente, porque a mãe não entende muito bem o que leva a sua gravidez a ser considerada de risco e principalmente não sabe como lidar com isso.

Por isso, pesquisei muitas informações importantes sobre o tema e trouxe esse post sobre medida, para ajudar todas as minhas amigas leitoras que estiverem passando por uma gravidez de risco.

Acompanhe o conteúdo, compreenda sobre as possíveis causas desta condição e fique tranquila, porque se cuidando direitinho e entender do que se trata com certeza você tem tudo para ficar bem e trazer o seu lindo bebezinho para o mundo com muita saúde e alegria.

O que é Gravidez de Risco?

gravidez de risco hipertesão pressão alta obesidade o que é gravidez de risco

A gravidez precisa ser uma fase tranquila na vida da mulher, no que diz respeito a sua saúde. E ser tranquila, significa que nada além dos sintomas e mudanças no organismo devem surgir.

Por isso, é preciso ficar atenta, observando qualquer anomalia e, principalmente, fazendo o acompanhamento de pré-natal, adequadamente.

Quando surge qualquer sintoma ou mudanças no organismo da mulher, que sejam diferentes do esperado, a gravidez pode ser considerada de risco, sendo que há diversos aspectos que podem considerar uma gestação arriscada, como o aumento de pressão arterial ou queda da mesma, diabetes gestacional, descolamento da placenta e vários outros problemas.

Quando a mulher apresenta qualquer problema que enquadre a sua gestação como de risco ou alto risco, é imprescindível que a haja um acompanhamento médico mais reforçado, além de cuidados extras por parte da mãe.

É preciso procurar o médico imediatamente, diante de qualquer suspeita e tomar os cuidados necessários.

Sinais e Sintomas da Gravidez de Risco

gravidez de risco sintomas cuidados gêmeos

Quais são os sintomas de uma gravidez de risco?

Qualquer sinal ou sintoma durante a gestação que não sejam comuns, devem ser imediatamente informados ao seu médico.

Por mais que a princípio possa não parecer nada relevante, somente o médico obstetra poderá identificar se trata de algo que merece atenção ou não.

Alguns exemplos dos sinais e sintomas de uma gestação de risco:

  • Febre;
  • Tonturas e desmaios;
  • Mudanças bruscas de temperatura;
  • Diarreia;
  • Visão turva;
  • Sangramentos;
  • Presença de sangue ou secreções na urina ou fezes;
  • Fraqueza,
  • Perda de líquido pela vagina;
  • Diminuição de movimento fetal;
  • Falta de apetite, etc.

Principais Causas da Gravidez de Risco

gravidez de risco sinais e sintomas gestação alto risco pré-natal

Atualmente, as doenças que podem tornar uma gravidez de risco têm se tornado cada vez mais comuns, seja devido as mulheres estarem esperando para engravidar em idades mais avançadas ou pelo modo de vida atual, repleto de estresses, correrias e poucos cuidados com a saúde.

Inclusive, é comum que problemas de saúde que impactam na gravidez surjam nas mulheres, antes mesmo de se tornarem mães.

É preciso então ficar atenta a qualquer sintoma estranho que possa indicar problemas que impactem a gestação, apresentando riscos para a mãe ou o bebê.

Saiba mais sobre os principais problemas que tornam a gravidez de risco:

Pressão Alta ou Hipertensão

A hipertensão na gravidez costuma ser um dos problemas mais sérios e que mais tornam uma gravidez de risco. Esse sintoma ocasiona um problema muito conhecido na gravidez, chamado pré-eclampsia.

A préeclâmpsia é uma síndrome que ocorre durante a gravidez e se caracteriza pela subida da pressão sanguínea na mulher, dores de cabeça persistentes, proteinúria (proteína na urina), aumento excessivo de peso e do inchaço (edema) das pernas e dos pés.

A doença, que acomete 5% das gestações em todo o mundo, é a principal causa de mortalidade materna no Brasil – ao menos duas mulheres morrem a cada dia por causa do problema, segundo o professor Nelson Sass do departamento de obstetrícia da Unifesp.

Quando a mulher decide engravidar e já apresenta pressão alta antes da gravidez, é preciso informar ao médico, que iniciará o pré-natal com cuidados e atenção extra.

O mais comum é que a pré-eclampsia ocorra por volta da 20ª semana de gestação, mas a pressão arterial de mães hipertensas deve ser acompanhada desde o início da gestação.

Mulheres diabetes, obesas, com doenças renais ou gestação de gêmeos, apresentam mais chances de desenvolver pressão alta durante a gestação.

Idade Materna e Gravidez de Risco

Qual idade é considerada gravidez de risco? Embora a medicina tenha evoluído significativamente nos últimos anos e muitos avanços tenham ocorrido para favorecer que as mulheres engravidem cada vez mais tarde, há pontos relativos a idade que ainda impactam na qualidade da gravidez.

Uma gestação fora da idade considerada fértil, da mulher (entre 20 e 35 anos), acarreta maiores chances de desenvolver problemas que tornam uma gravidez de risco, como:

  • Maior tendência a desenvolver pressão alta;
  • Maior tendência a desenvolver diabetes gestacional;
  • Aumento de problemas circulatórios;
  • Maiores chances de que o bebê possua alguma síndrome, como a Down, devido ao aumento progressivo de embriões que se formam com alterações genéticas.

Outro ponto é que após os 35 anos a produção de óvulos tende a diminuir gradativamente até a menopausa. Com isso, engravidar pode ficar mais difícil, levando a mulher muitas vezes, a recorrer a tratamentos de fertilização, o que aumenta muito as chances de gestação de mais de um bebê, tornando-a uma gravidez de risco.

Diabetes

Assim como a hipertensão na gravidez, a diabetes também é um dos problemas mais comuns e que tornam a gravidez de risco. E ambos problemas, quando adquiridos na gestação, dificilmente deixam de existir após o nascimento do bebê.

Ou seja, a maioria das mulheres que adquirem esses problemas durante a gravidez, muitas vezes têm que conviver com eles para sempre.

A mulher que já é diabética, dá início ao pré-natal com acompanhamento especial, desde o início. Pois, é preciso controlar rigorosamente a glicemia, a fim de diminuir as chances de problemas que podem aparecer durante a gestação, ocasionados pela diabetes, como a geração de bebês com excesso de peso.

Gravidez de Gêmeos

A gravidez de gêmeos demonstra que não se considera uma gravidez de risco apenas pelo fato de existir problemas de saúde na mãe ou no bebê.

Pois, mesmo se a gravidez de gêmeos (ou mais bebês) estiver tudo bem, é considerada de risco devido a necessidade e acompanhamento especial durante todo o pré-natal.

Esse acompanhamento especial é necessário devido ao fato de uma gestação de mais de um bebê exigir muito do organismo da mulher, além de ser necessário acompanhar com maior atenção desenvolvimento dos bebês para que não nasçam prematuros e possam ficar na barriga da mãe tanto tempo quanto for possível, até por volta das 40 semanas.

Problemas na Gravidez Anterior

É comum que, quando tenha ocorrido problemas com a gravidez anterior, o médico já considere logo de início a gravidez atual, de risco.

Isso porque, problemas como diabetes, pressão alta, histórico de parto prematuro ou descolamento da placenta, tendem a ocorrer em uma nova gravidez.

Por isso, é importante sempre avisar ao médico, como foi a sua gravidez anterior, para que ele já possa ficar atento a problemas de saúde específicos.

Lembrando, porém, que não significa que, se a gravidez anterior não apresentou problemas, a atual não corre o risco de se tornar uma gravidez de risco.

Cuidados em uma Gravidez de Risco

o que é gravidez de risco cuidados sinais sintomas

Diante da evidência de que os problemas que ocasionam uma gravidez de risco podem representar até mesmo risco de vida para a mãe e o bebê, é de extrema importância tomar os seguintes cuidados:

  • Faça o pré-natal corretamente, com responsabilidade e atenção;
  • Siga todas as orientações do seu médico com seriedade;
  • Evite hábitos prejudiciais para a saúde, como vícios, consumo de alimentos contraindicados, etc.;
  • Não deixe de comunicar seu médico caso haja qualquer sintoma estranho, como dores, sangramentos, mal-estar, etc.;
  • Faça todos os exames, conforme recomendado;
  • Mantenha uma alimentação balanceada;
  • Mantenha a rotina de repouso necessária;
  • Faça exercícios físicos somente se permitido pelo seu médico e com acompanhamento de profissional;
  • Evite manter relações sexuais se for necessário;
  • Controle o aumento de peso;
  • Não tome medicamentos por contra própria, mesmo o mais “inofensivos”;
  • Beba bastante água;
  • Fique atenta a movimentação fetal e avise o seu médico caso haja diminuição ou ausência.

Todos esses cuidados são essenciais na gravidez, seja uma gravidez de risco ou não. Porém, na gravidez de risco o acompanhamento precisa ser ainda maior e a atenção redobrada.

O que é o Pré-natal com Gestação de Alto Risco?

Um pré-natal de alto risco se refere ao acompanhamento que será feito com uma gestante que tem uma doença prévia ou durante a sua gravidez, que sugere que essa seja uma gravidez de risco.

Assim, basicamente se enquadram em pré-natal de risco três condições:

  • as mulheres com doenças crônicas prévias à gestação,
  • as mulheres que tiveram uma gestação anterior de alto risco e
  • as gestantes que identificam, no curso da gravidez, uma condição ou doença que vai oferecer risco para ela e a para o bebê.

Após a constatação da gravidez de alto risco,  a avaliação pré-natal será diferente de uma avaliação normal.

No procedimento do pré-natal de risco, os cuidados devem ser redobrados precisando muitas vezes de um apoio de diversos profissionais da área de saúde. A gestante terá mais consultas e exames ao longo de toda a gravidez.

Conclusão: Cuidados Especiais em uma Gravidez de Riscos

gravidez de risco o que é gravidez de alto risco cuidados sinais sintomas

Acredito que após ler este conteúdo, você poderá perceber que muitas vezes, as condições de uma gravidez de risco são simples de entender, e saber como tratar ou prevenir, também é muito importante.

Por isso, é tão importante buscar informação de qualidade para saber mais sobre tudo aquilo que tememos por desconhecer.

Agora, trate de se cuidar direitinho e ficar de olho na sua saúde para que tudo corra bem e você possa curtir a sua gravidez com tranquilidade.

Não deixe de acompanhar o blog e veja todas as dicas e conteúdos que eu trago para as minhas amigas leitoras!

Lembrando que caso haja alguma dúvida ou comentário sobre gravidez de risco, deixe aqui nos comentários! É um prazer imensurável interagir com as minhas leitoras.

Beijos,

blog esposas online mulheres casadas

Ticinha Medeiros

Blog Esposas Online

Escrito por Ticinha Medeiros

Mineira, natural de Belo Horizonte, fisioterapeuta, pisciana e casada desde 2013. Adora tudo que é relacionado à casa, ao marido e à família. Esforçada e dedicada, busca conhecimento constante sobre culinária, DIY, relacionamento, decoração, como receber em casa, festas e dicas para facilitar a vida de casada.

Blogueira Profissional, fundadora do Portal Esposas Online.

129 posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *